terça-feira, 21 de julho de 2009

Nova ortografia

Estou fazendo o plano de aula que trata sobre as novas regras ortográficas e o porquê da dificuldade das pessoas, nativas da Língua Portuguesa, em utilizarem seu próprio idioma.

Quando você vai aprender uma Língua, Inglês por exemplo - você pode dizer, ah, mas as construções são bem mais simples, não tem tantos verbos -, mas e a beleza do idioma? Qual será mais bonito de ser estudado: o Português ou o Inglês?

O problema do brasileiro é não dar valor para as suas propriedades. Desde criança, somos incentivados a conhecer novos idiomas "porque eles são muito importantes no mundo todo". Contudo, e a importância de saber ler, escrever e falar corretamente o próprio idioma, não conta? É melhor, e mais bonito, saber falar Inglês fluentemente do que o Português? Sim, pois muitos brasileiros não são fluentes nem no próprio idioma, em sua Língua Mãe.

Aí, vêm as novas regras para desmotivar ainda mais. Poxa, apenas 0,5% (nem 1%!) de nosso vocabulário mudou e as pessoas já estão desesperadas, falando em reaprender o Português... como assim? As novas regras não são complicadas, é uma questão de se acostumar. Para quê mudar? Também não entendi. Essa questaão que mudou para ajudar no comércio, para mim, é balela. Vamos então, o mundo inteiro, falar o chinês para facilitar o comério mundial - afinal, como poucos sabem, o Inglês (não sou contra o Inglês, só o cito como exemplo, pois é um dos mais conhecidos e que também tem palavras em nosso idioma "aportuguesadas") é a 3ª Língua mais falada, a 1ª é o Chinês, a 2ª é o Hindi.

Mais do que se acostumar com novas regras ou reaprender a escrever (quem tiver de fazer isso é porque nunca soube de fato) é saber que o Português é quase lógico; é muito linear. Primeiro, é preciso mesmo saber o que se quer falar e escrever, manter o raciocínio, dar um começo, meio e fim as coisas, sem enrolação! Objetividade! Ou seja, lógica! E isso é fácil para quem costuma ler bastante, coisa que nós brasileiros não fazemos muito... por quê? Quantos livros você já leu este ano? Você é professor e precisa dar o exemplo. Reflita.

Para o post de hoje não ficar muito extenso (já ficou, eu seu rs), vou colocar gráficos divertidos que podem ser pregados em sua classe para ajudar os alunos a lembrarem das novas regras certo?

Até amanhã

Nenhum comentário:

Postar um comentário