terça-feira, 24 de março de 2009

Ã?

Não sei nem o que pensar sobre essa notícia! Aliás, em parte, sei: estou abismada tanto com a aluna, que se descontrolou de maneira assutadora dentro da escola, quanto com a professora, também descontrolada, que não sabe lidar com alunos revoltados por determinada situação.

Claro, há versões da história, mas só o que diferem são dois pontos. A professora diz que não jogou chá no primo da aluna agressora e que não usou "nenhum termo racista", mas pode "ter dito que era coisa de uma vileira". No mais, a menina e a professora confirmam os fatos.

Agora vem minha pergunta: ã? Como assim, gente? Não estou dizendo que a aluna está certa, de forma alguma - está bem errada, isso sim - mas eu imagino a raiva pela humilhação que ela passou, levando-a a este extremo.

Falta RESPEITO! As pessoas, não importa onde estão, se são os superiores de fulano ou ciclano, professores ou alunos, PRECISAM se RESPEITAR!

Vou deixar aqui os links para as duas "versões", da aluna e da professora.

Juízoooo minha gente!

Um comentário:

  1. Oi Priscila, é lamentável situações como esta acontecendo nas escolas. Vc falou em respeitar-se,existem muitas leis defendendo as crianças e os adolescentes, concordo, pois tem salvado muitas crianças de maus tratos, mas e os professores? Hoje mesmo tive que negar o pedido de alguns alunos e fui chingada com um enorme palavrão. Adolescentes que já conhecem o significado da palavra respeito. Tenho visto isto todos os dias na escola que leciono e nada acontece com esses alunos. Pergunto por que? Isso claro que não justifica retribuir com agressão, mas para nós professores é frustrante, é realmente muito difícil. Não podemos simplesmente condenar um educador sem conhecer bem o contexto da situação. Existe ai vários conceitos que precisam ser revisto. A criança e o adolescente tem direitos, isso todos sabem. E nós professores?

    ResponderExcluir