segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Para onde estamos indo?

É impressionante a quantidade de notícias terríveis que aparecem nos jornais, telejornais, revistas, sites, etc. Já reparou no Jornal Nacional, por exemplo? Cito ele, pois acredito que a maioria dos brasileiros o assistam...

Já enquanto estão dando as manchetes é de se perguntar: "Certo, e aconteceu alguma coisa boa?" Só desgraça, minha gente! Parece que quanto mais trabalhos voluntários, ongs, fundações, propagandas pela vida, são dilvulgados, mas violência é gerada.

Ontem estava assintindo a um programa na TV e passaram a história do torcedor do São Paulo que morreu no último jogo de seu time. Confesso que vi algumas chamadas durante a semana na Internet, mas não cliquei para saber mais detalhes - tem horas que ou você acompanha e sente-se desesperado por estar num mundo tão pertubado ou simplesmente ignora para poder viver em paz. Sinceramente, me deu vontade de chorar. Meu Deus, o que foi aquilo? Que brutalidade e ignorância! O próprio policial que matou o rapaz mostrou-se atordoado logo em seguida, quando viu o que tinha feito. Agiu por instinto? É bicho? Raiva de algo que gostaria de descontar e "usou" um desconhecido para fazê-lo? NADA justifica!

E esse é apenas um dos casos, infelizmente, filmado e mostrado a todo o País. Imagino a família assistindo a morte do seu aprente várias vezes por dia, vendo principalmente que ele havia erguido as mãos em sinal de rendimento. Estava em paz.

Temos o caso do pai que fez a mulher e o filho se jogarem pela janela do apartamento.

Temos o caso do "bicho" - nem é essa palavra mais adequada, até porque bichos mesmo não fazem este tipo de barbaridade - que estuprou e matou uma menina de 9 anos, e não contente ainda deixou a garota numa rodoviária.

Filhos matando os pais; pais matando filhos. Estupros. Assassinatos a sangue frio. Mãe sequestrando os próprios filhos por dinheiro.

Pessoas matando por matar, por bobagem, por prazer... Loucos? Pessoas ruins? Ganância? Egoísmo?

Meus Deus como é desesperador! Não é uma assunto que eu gostaria de tratar neste blog, mas infelizmente é necessário, pois trata-se também de educação, de vida e valores. Onde eles estão? Onde está a vontade de viver? De deixar viver? De alimentar sonhos, ajudar, prosperar, amar?

Estamos caminhando para 2009. O que veremos nas retrospectivas de 2008? Poderemos nos orgulhar de algo depois de colocar na balança as coisas boas e as ruins?

Hora de repensar nossas atitudes, nossos valores e o que queremos ver nos jornais em 2009.

3 comentários:

  1. Sabe Pri, acredito q isso aconteça por falta de amor sabe, ao próximo, à vida. Tbm me peguei pensando e como seria a Retrospectiva 2008, alguns fatos estarão nela: março- Isabela Nardoni, julho- olimpíadas, outubro- morte da Raquel...
    Entre outras desgraças desse nosso Brasil... Infelizmente a vida está assim...

    ResponderExcluir
  2. Olá querida Priscila,

    Passou bem de final de ano?

    Tem um selinho para você lá no meu blog.
    Passe lá para pegá-lo, ok!
    Já começamos o ano com presentinhos.
    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Priscila, estou adorando seu blog: lindo, leve, gostoso de ler! Acredito que com blogs desse tipo incentivaremos os professores a partirem nesse rumo e encararem o desafio da internet na sala de aula.
    abç
    vera

    ResponderExcluir