quinta-feira, 15 de maio de 2008

Você é feliz?



Essa foi a pergunta que iniciou o dia de hoje. E é engraçado que as pessoas confundem muito a felicidade com alegria.

A felicidade tem a companhia da alegria, mas nem sempre a alegria está feliz. Meio complexo? Não... Quantas vezes não vemos uma pessoa rindo, contando piadas, com várias pessoas ao seu redor e no seu íntimo a tristeza prevalece? Essa alegria é uma máscara para que ninguém encontre com sua parte "podre".

Felicidade é duradouro! E cada um tem que descobrir qual é o seu caminho para ela. Para alguns, ser riquíssimo, para outros, ter um emprego na área que gosta; outros ainda são felizes por causa de determinadas pessoas... enfim...

Pra mim, o mais importante e que completa profundamente uma pessoa, é quando a gente conhece a si mesmo. E isso aprendi a pouco tempo. Aliás, me ensinaram, mas nem todo mundo têm a chance de encontrar pessoas em seu caminho que as levem a esse discernimento.

Conhecer o que te faz bem, o que faz mal; encontrar felicidade em poder acordar mais um dia, comemorar um dia de sol ou o prazer - nem sempre - de sentir um ventinho gelado batendo no rosto. Saber que você tem mais uma chance. Pra quê? Para desfrutar de tudo que a vida e o mundo nos oferecem, para consertar erros e acertar cada dia mais, mudar hábitos, amar mais, dar mais carinho e atenção a quem se gosta ou até mesmo a quem não se conhece... só pelo prazer de estar fazendo algo de bom (para alguns, só uma "prosinha" já basta para sentir-se importante)...

Família, saúde, amigos, crianças, flores, animais, sol e chuva, uma cama quentinha, um sorriso... A felicidade está, para mim, nas coisas mais simples desse mundo, no prazer de viver cada dia aproveitando cada momento, cada pessoa e local, observando o quanto temos em volta de nós...

É essencial parar um pouco para perceber em nós mesmos se estamos desfrutando do que é realmente viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário