segunda-feira, 12 de maio de 2008

Apareceu a margarida, olê olê olá!



Eu sei, é uma rosa e não uma margarida, mas enfim...

Demorei, não por falta de vontade de escrever, mas porque estou megaaaa ocupada. Aliás, escrevendo muito! Estou fazendo o roteiro do próximo DVD aqui do trabalho (editora) sobre gestão de sala de aula. Está ficando ótimo - sei que sou suspeita em falar...

Cada dia que passa, a ansiedade aumenta, é uma responsabilidade gigante você passar um conteúdo desta dimensão para professores e gestores escolares... Tudo tem que ser bem pesquisado, analisado, colocado na prática...

Estou bem contente com o quase resultado! Acho que vai dar super certo!

Tem N coisas acontecendo na minha vida, todas ótimas... Felicidade mil! Dou muito valor para as pequenas coisas da vida, mas de verdade, não só na teoria não! E isso vem se confimando a cada dia que passa... pequenos gestos, grandes alegrias! Pessoas especiais, demonstração de amor, paz, carinho...

Desejo isso a todos!

Quando der, estou de volta.

Até

Um comentário:

  1. Priscila!!!

    Que maravilha sua vida cheia de novidades, de mudanças...
    Deixo para você, com muito carinho, o poema do nosso querido Drummond:

    DESEJO A VOCÊ

    Desejo a você...
    Fruto do mato
    Cheiro de jardim
    Namoro no portão
    Domingo sem chuva
    Segunda sem mau humor
    Sábado com seu amor
    Filme do Carlitos
    Chope com amigos
    Crônica de Rubem Braga
    Viver sem inimigos
    Filme antigo na TV
    Ter uma pessoa especial
    E que ela goste de você
    Música de Tom com letra de Chico
    Frango caipira em pensão do interior
    Ouvir uma palavra amável
    Ter uma surpresa agradável
    Ver a Banda passar
    Noite de lua cheia
    Rever uma velha amizade
    Ter fé em Deus
    Não ter que ouvir a palavra não
    Nem nunca, nem jamais e adeus.
    Rir como criança
    Ouvir canto de passarinho
    Sarar de resfriado
    Escrever um poema de Amor
    Que nunca será rasgado
    Formar um par ideal
    Tomar banho de cachoeira
    Pegar um bronzeado legal
    Aprender uma nova canção
    Esperar alguém na estação
    Queijo com goiabada
    Pôr-do-Sol na roça
    Uma festa
    Um violão
    Uma seresta
    Recordar um amor antigo
    Ter um ombro sempre amigo
    Bater palmas
    De alegria
    Uma tarde amena
    Calçar um velho chinelo
    Sentar numa velha poltrona
    Tocar violão para alguém
    Ouvir a chuva no telhado
    Vinho branco
    Bolero de Ravel...
    E muito carinho meu.

    Carlos Drummond de Andrade

    (Não me canso de lê-lo, faz bem ao coração e à mente)

    ResponderExcluir